Ir para página principal

Políticas públicas para todos?

O tema da Campanha da Fraternidade de 2019 coloca o dedo na ferida  da realidade sociopolítica nacional. Expõe, com coragem profética, a gravidade da atual distância entre os mais ricos e os mais pobres e dos mecanismos que promovem crescente desigualdade social no Brasil. E, com clareza solar, afirma que a falta de políticas públicas revela uma lógica perversa geradora do maior problema social de nosso país: a injustiça social com contínua criminalização dos pobres, vulneráveis e excluídos.

Nesse sentido, somos interpelados a refletir, indignar-se e comprometer-se com a transformação da

Assista ao vídeo 03 com as seguintes questões: Diante da grave constatação da ineficiência do Estado para cumprir a sua principal missão, do lastro de corrupção e de privilégios socioeconômicos no âmbito dos três poderes e de desavergonhada apropriação do próprio Estado pelas elites do poder econômico e político de nosso país, e que está evidente na pesquisa da Revista Transite, da UFMG, apresentada neste terceiro vídeo, o que podemos fazer enquanto sociedade civil organizada para reverter esta trágica situação? Neste contexto adverso, os movimentos populares e demais grupos organizados da sociedade civil tem conseguido fazer a diferença na concretização de políticas públicas para os excluídos da mesa da cidadania? Os cristãos tem encontrar fontes de esperança e de coragem para lutar, na memória dos profetas, na caminhada do povo de Deus e na prática libertadora de Jesus?

Link do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=NUNaWDTsURY