Ir para página principal

Igreja em Saída é uma Igreja em Formação

Pensar uma Igreja que busca, permanentemente, evangelizar, incentivar e despertar a participação para o compromisso missionário, é pensar em um caminho que leva à formação. Por isso, a Região Episcopal Nossa Senhora da Esperança (RENSE) está tendo uma agenda cada vez mais repleta de acontecimentos importantes no âmbito formativo, exemplo disso foram os encontros destacados na reunião do Conselho Pastoral Regional, que aconteceu no último sábado, 09 de junho, no salão da Paróquia São Luiz Gonzaga/RENSE, com a presença do bispo auxiliar para a RENSE, dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, conselheiros e conselheiras e os vigários forâneos.

A reunião deu início com um breve momento de oração, conduzido por Frei Adilson Correa, vigário episcopal para a RENSE. Em seguida, Frei Adilson entregou a cada participante o Subsídio de Formação com Conselheiros: “Reunidos no Amor de Cristo”, produzido pelo Vicariato Episcopal para a Ação Pastoral, da Arquidiocese de Belo Horizonte. Foi apresentado um breve resumo do subsídio, com destaque para as principais orientações sobre o processo formativo na atuação dos conselheiros e conselheiras das comunidades paroquias.

Após essa primeira parte da reunião, teve início, então, o momento de partilha dos últimos eventos realizados na Região Episcopal no mês de maio e junho, entre eles: V Encontro de Formação do Dízimo, I Encontro Regional de Música Litúrgica, Encontro de Formação dos Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística, Encontro da Catequese em nível arquidiocesano com participação da Região Episcopal, Encontro de lideranças jovens e o Encontro da Pastoral Social e Política RENSE. Para cada um dos encontros mencionados, houve uma participação significativa dos agentes de pastoral e demais interessados.

Ainda durante a reunião do Conselho Pastoral, dom Joaquim Mol falou sobre a presença dos Pastoralistas na Região Episcopal Nossa Senhora da Esperança. Atendendo a uma articulação planejada e aprovada a partir da V Assembleia do Povo de Deus, a RENSE terá, a partir deste mês, colaboradores disponíveis para alguns eixos fundamentais na condução do trabalho missionário e evangelizador na Igreja. São os: Pastoralistas. Assim como a RENSE incentivou o trabalho da comunicação há 4 anos, com a contração de um profissional dessa área para assuntos comunicacionais, agora terá contratada uma pessoa de referência para a Catequese, uma pessoa para a Juventude, também para a Liturgia e, em breve, para o Setor Social. Todos essas pessoas terão horários fixos de atendimento na sede da Cúria Regional, também atuando diretamente nas paróquias, em total sintonia com as comissões dessas instâncias, que já existem. “Aos poucos vamos conseguindo ampliar essa equipe. Aos poucos queremos colocar mais gente disponível para poder assessorar nossos trabalhos.” Ressaltou dom Mol.

A reunião com os Conselheiros também teve como finalidade, apresentar algumas informações importantes referente ao calendário da RENSE. Isso logo após todos terem recebido o Plano Pastoral 2017-2020, impresso. Ainda sobre as formações, dom Mol comentou sobre o Centro de Formação de Agentes de Pastoral, o CEFAP, que compõe do Sistema Avançado de Formação ANIMA PUC Minas. O CEFAP está com inscrições abertas para o Curso Básico de Teologia, e essa é uma oportunidade importante para quem atua nos trabalhos pastorais da Igreja. Para saber mais sobre o curso é só acessar o site da Região Esperança: arquidiocesebh.org.br/regiaorense.

Alguns outros assuntos também foram tratados durante a reunião do Conselho Pastoral e um deles foi a Missa da Esperança, que é a Missa celebrada com todas as comunidades paroquiais da Região Episcopal Nossa Senhora da Esperança. Neste ano ela acontecerá na Igreja Dom Bosco, com a organização da Forania São João Bosco, tendo o auxílio e apoio da equipe de Liturgia e da Comunicação da RENSE.

Já nos momentos finais da reunião o representante da Renovação Carismática Católica (RCC) da RENSE apresentou um breve resumo sobre a atuação da RCC nas Foranias, Paróquias e Comunidades da Região. E ressaltou que a proposta, atualmente, é chegar às vilas e favelas, com um trabalho evangelizador a partir do Projeto de Evangelização Proclamar a Palavra.

Para finalizar a reunião, dom Joaquim conduziu a oração final com a bênção.