Ir para página principal

CNBB prepara cartilha com reflexões sobre o processo eleitoral

Reunidos em Brasília durante a tarde de terça-feira, 20 de fevereiro, os bispos que integram o Conselho Permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), atualmente formado pela presidência da entidade, presidentes das Comissões Episcopais Pastorais e presidentes dos regionais, deram contribuições ao subsídio que está sendo preparado para ajudar nas reflexões de grupos de base sobre as eleições 2018. A proposta do material é contribuir para a formação política das pessoas, assim como motivá-las a participar do processo político.

O subsídio, que está em fase de elaboração, toma como exemplo a cartilha já confeccionada pelo regional Sul 2 da CNBB, que atualmente tem uma tiragem de cerca de 300 mil exemplares. De acordo com o secretário-executivo do regional, padre Mário Spaki, o subsídio é elaborado numa linguagem simples, bem diagramado e conta com indicações básicas sobre o universo da política a partir do olhar da Igreja. O padre foi convidado a apresentar a cartilha aos bispos.

O bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, dom Joaquim Mol, que integra o Conselho Permanente da CNBB, disse que é preciso que o material revalorize o papel da política: “Esse subsídio precisa ajudar as pessoas a reaverem a esperança na política”, disse.

Após as contribuições feitas pelos bispos, o próximo passo é partir para a elaboração do texto, que deverá ficar pronto após a 56ª Assembleia Geral da CNBB, a ser realizada em abril.