Ir para página principal

Membros de pequenas comunidades e círculos bíblicos se reúnem na RENSE

Nesse domingo, 22/11, na paróquia São Francisco das Chagas, aconteceu o primeiro encontro das Pequenas Comunidades e Círculos Bíblicos da Região Episcopal Nossa Senhora da Esperança (RENSE). O encontro contou com a assessoria do professor Edward Guimarães, da PUC Minas, que fez uma bela reflexão sobre o Doc. 100 da CNBB: "Comunidade de comunidades, uma nova paróquia". Estiveram presentes, também, o bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte e referencial para a RENSE, dom Joaquim Giovani Mol, o vigário episcopal Frei Adilson Correa, e o padre José Geraldo, assessor das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) na Arquidiocese de BH.

Membros que coordenam e participam da experiência de fé em pequenas comunidades também participaram e puderam ampliar suas expectativas na caminhada pastoral. Para o assessor, Edward Guimarães, um encontro como este, na Região Episcopal, significa animar e realizar uma conversão pastoral com desafios vividos na sociedade. "Neste encontro estudamos o Documento 100 da CNBB, assumindo não só as provocações do Papa Francisco, mas, também, o Documento de Aparecida, um Documento que propõe às Paróquias o desafio de evangelizar nas cidades, para isso é preciso criar estruturas de participação, uma Igreja toda ministerial, onde os leigos assumam seu chamado batismal, e que não apenas frequentem a Igreja para participar dos sacramentos, mas, se comprometam com a organização, com as diversas condições nas pastorais, que se preocupem com as pessoas que estão dentro e fora das comunidades de fé, que sejam leigos de uma Igreja participativa. Isso vem em sintonia com a 5ª Assembleia do Povo de Deus (APD).” Edward ainda ressaltou a importância de ter esses eventos nas paróquias e em toda a Arquidiocese. “A Igreja particular é a Arquidiocese de Belo Horizonte, as comunidades integram esta grande configuração da Igreja. Temos que ter um projeto de pastoral comum, como, por exemplo, a existência das CEBs em todas as Regiões Episcopais. As CEBs são fé e vida, podem ser uma grande inspiração para uma mudança na Igreja.”

Para o assessor das CEBs na Arquidiocese, padre José Geraldo, o encontro na RENSE significou uma semente plantada para um frutuoso caminho. “Temos que mostrar que esta nova semente, este novo jeito de ser Igreja, nesta Região, também vai conscientizar leigos e o clero, para que possam implantar este trabalho com redes de comunidades. E que este seja o primeiro de muitos outros encontros na RENSE.”

Por Janaína Gonçalves

Fotos/entrevista: Gustavo Sales

Mais fotos em: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.963186677087101.1073741864.711877162218055&type=3